Wandi Doratiotto

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Oi, oi, oi, Brasilzão! Tudo em ordem, gente boa?


Quem não acompanha a música popular brasileira mais de perto, talvez desconheça a história do Toninho. Primeiro que ele é uma figura! Adora contar e ouvir uma boa piada e é muito entusiasmado e profissional; está sempre pronto pra ensaiar, sem onda nem estrelismo.

Acompanho seu trabalho desde os tempos da Banda Mexe Com Tudo, cujos cantores eram os ótimos Tião Carvalho e a grande Virginia Rosa. Atacaram, como se diz na gíria musical, por muitos anos no Bar Avenida, uma casa muito importante pra divulgação da música popular brasileira. O apogeu do Avenida foi na década de 80 e parte dos 90; no entanto, existe até hoje. Um ótimo lance que lá acontece é o Terça Insana, por exemplo. Nos tempos do Bar Avenida e da Mexe Com Tudo, o Toninho fazia grande parte dos arranjos da Banda. Isso lhe deu muito traquejo que o ajudou na carreira solo. Toninho também excursionou por vários países desse mundão tocando sua “sanfona”. Quando falo sanfona, me lembro de Luiz Gonzaga que introduziu esse instrumento na música popular brasileira dos anos 50, promovendo uma festa bela e original com toda sua genialidade.

Hoje, entre outros nomes, Toninho Ferragutti toca com Elba Ramalho. Todos sabemos o quanto essa artista zela pela qualidade de sua banda. Mas o que desejo registrar é esse lançamento importante da Música Instrumental Brasileira que é “Nem Sol Nem Lua”. Nesse CD Toninho Ferragutti trabalha com músicos de peso: Edson José Alves; Adail Fernandes (arranjo); Quinteto da Parayba; Naylor “Proveta” Azevedo; Teco Cardoso; Guello e muitos outros de igual valor. Todas as faixas foram compostas pelo Toninho.

Termino lembrando que é mais um lançamento da Biscoito Fino, que vem apresentando ótimos artistas para o deleite dos brasileiros.

Por hoje é só.

Um abraço e
Paaalcooo!!!


Wandi Doratiotto

20/10/2006